terça-feira, 12 de maio de 2015

#100 - Mission Failed

Era pra ser o super rolê ZL de 100 km pelos confins da zona leste. 100km pra comemorar 100 rolês de bike com o chave-de-boca. Fiz um roteiro bem legal com lugares que já conhecia e outros que gostaria de conhecer. Não me preocupo muito com o percurso. Tem sempre alguém que conhece e vamos meio que improvisando durante o rolê. Depois fiz um flyer tosco - coisa que fazemos desde o primeiro passeio - chamei os amigos e esperei a confirmação dos participantes. Uns 15 ou 20 pedaleiros, talvez mais, não me lembro exatamente. Veio gente de Osasco, zona sul, Diadema. Velhos amigos, pessoas novas. Pedalar pela ZL não é tarefa das mais fáceis. É morro pra todo canto, motorista descuidado, sinalização precária, sinal de celular ruim. Não é fácil pedalar com 20 pessoas também. Se liga no mapa do rolê:

Na altura do ponto 20 do mapa meu pedal se desfez. Pedalzinho vagabundo, que nunca tinha trocado desde que montei a bike em 2009. Era pra ser temporário e acabou ficando. Os primeiros pedaços começaram a cair na altura do ponto 18 e no ponto 20 só tinha o cotoco do pedal. Ainda bem que o Tonimar conhecia bem a região e sabia de um bicicletaria aberta de domingo. O sol estava de matar e isso nos fez fazer várias paradas. Jardim das Oliveiras, Cidade Kemel, parada no Mercado Municipal de Guaianazes, Cidade Tiradentes, Iguatemi. Ali é o final da Av. Sapopemba (uma das maiores avenidas de SP, talvez a maior). Nessa região a avenida parece mais uma serra. Mato pros lados, subidas, descidas e curvas. Numa dessas curvas havia areia no chão. Areia no chão mais velocidade desnecessária, um dos amigos foi ao chão. Foi um capote daqueles. Dali o rolê acabou e as próximas 7 horas do dia foram passadas no Hospital Geral de São Mateus. 

domingo, 1 de fevereiro de 2015

#99 - Pedal 3 em 1 pela Zona Lost x Pastel na Santa Cecília

Os rolês por essas paragens estão tão escassos que fizemos o #99 em setembro e fomos fazer o #100 em dezembro. Não, espere. Em dezembro fizemos o #99 novamente. Não tente entender o que se passa por aqui. Você só vai entender se pedalar com o chave-de-boca. Não fui nos dois rolês e, portanto, não tenho muito o que falar. Mas arranjei umas fotos e um vídeo feito pelo Rogério do segundo rolê #99, com trilha sonora do Bad Religion. [aqui

#99 de dezembro. Evelin, Luciano, Wendel, Mauro e Rogério no Vale do Anhangabaú. 
#99 de setembro. Galera nas proximidades do Parque Ecológico do Tietê. 

terça-feira, 23 de dezembro de 2014

Ciclovias na Zona Leste

Evandro pela ciclovia
São Paulo deve ganhar 400km de ciclovias até o fim de 2015. Aqui na Zona Leste elas estão aparecendo aos poucos. A foto ao lado mostra um trecho da ciclovia na Av. Calim Eid, sentido bairro. Nessa primeira fase, a ciclovia passa por essa avenida e pela Av. Dom Helder Câmara, até o supermercado Extra. Aos domingos e feriados funciona a Ciclofaixa de Lazer nesse mesmo local, se estendendo até a Penha pela Av. Governador Carvalho Pinto, mais conhecida como Tiquatira. 
Saiba mais sobre o projeto SP 400 km.

terça-feira, 23 de setembro de 2014

slow riders #12

Marcos no rolê #61 - Le Tour da Penha de France. 05/08/2012
Praça 8 de Setembro - Penha - São Paulo

#61 - Le Tour da Penha de France. Clique aqui
pra relembrar.

segunda-feira, 8 de setembro de 2014

Primeiro trecho da ciclovia da Assis Ribeiro

Marcos pela ciclovia Assis Ribeiro.
São Paulo deve ganhar 400 km de ciclovias até o fim de 2015. No último rolê pelas várzeas do Tietê, depois do tradicional café da manhã na Tom & Jerry, voltamos pelo primeiro trecho da ciclovia, que vai do começo da avenida ali pelas bandas da Jacu Pêssego até a Av. Paranaguá. A famosa Av. Dr. Assis Ribeiro, que liga os bairros de São Miguel Paulista e Penha, sempre foi famosa pelas suas crateras e falta de segurança. Quem mora pela região teve que enfrentar cerca de 5 anos daquelas reformas da Sabesp, que a deixaram uma sucata. Talvez você se lembre do episódio do carro que caiu em um desses buracos, em 2011. 
Pelo que ando acompanhando, agora em Setembro começa a construção do segundo trecho que vai até a entrada do Parque Ecológico do Tietê, na região de Engenheiro Goulart. 
Saiba mais sobre o projeto SP 400 km.

quinta-feira, 21 de agosto de 2014

#98 - Novo trecho da ciclovia Várzeas do Tietê... e o barro.

Chegava o rolê #2786 pra Lua, mas não chegava o rolê #98. Ficamos naquelas férias que chega sem aviso prévio, mas voltamos em grande estilo. Foi o rolê do barro, do tombo de Wendel com sua BMX, e de alguns imprevistos, ou zicas, que fazia tempo que não tínhamos. O rolê da vez foi pro trecho novo da ciclovia do Parque Várzeas do Tietê (PVT), que quando pronto será o maior parque linear do mundo. O início da construção da ciclovia coincide com o início desse ciclo-grupo. Clicando no marcador /Ciclovia Várzeas do Tietê/ você pode acompanhar nossos passeios por lá, desde 2011.  Pra saber tudo sobre o projeto Parque Várzeas do Tietê, visite o portal do Departamento de Águas e Energia Elétrica - DAEE.

O trecho novo não tem ligação nenhuma com o trecho já construído até agora. No final da ciclovia, na Barragem da Penha, tem que atravessar o Viaduto Nordestino pra Guarulhos e pegar a primeira rua à esquerda. O acesso é feito pela Rua Vitória Calegari. São cerca de 8km até um pouco antes do Viaduto Santos Dumont. Se você está se perguntando a razão de tanto barro, é porque resolvemos nos aventurar pela sequência do trecho que ainda não foi construído. Atravessando novamente pra São Paulo, pela ponte Santos Dumont, pegamos a ciclovia (trecho antigo) até o Jardim Helena e fomos tomar um café da manhã na padaria Tom & Jerry. Voltamos, nem todos, pela Assis Ribeiro, pra conhecer a nova ciclovia, parte do projeto dos 400km de ciclovia que a prefeitura está construindo. Mas isso com certeza merece uma outra postagem.

Bikers: Mike, Evandro, Luciano, Wendel, Marcos e Sandre.

terça-feira, 15 de julho de 2014

#97 - Old Tatuapé [Explore ZL]

No início do século passado, fizemos um rolê suave por uma região que hoje é chamada de Tatuapé. Desculpe pelo atraso, mas aqui estou com o relato desse saudoso passeio. Pra quem não sabe, Tatuapé é um distrito de São Paulo, administrado pela subprefeitura da Mooca. O bairro propriamente dito é delimitado pelo quadrilátero Rua Tuiutí, Av. Salim Farah Maluf, Av. Celso Garcia e Marginal Tietê, nosso destino do rolê #97. Partindo do Parque Tiquatira, optamos chegar até lá pela Estrada Velha da Penha, Largo São José do Maranhão e Parque São Jorge. Essa região toda é conhecida como Baixo Tatuapé, em função do relevo que é mais baixo do que na parte conhecida como Altos do Tatuapé. Ida e volta, esse é um rolê bem suave de cerca de 15km. O caminho todo é compartilhado com automóveis, mas é relativamente sossegado aos domingos de manhã. Se for fazer o mesmo trajeto em dia de semana, já é bem diferente. o volume de veículos circulando pela região é bem maior. 

Não deixe de visitar pelo caminho:

- Igreja São José do Maranhão.
- O clube do Corinthians, no Parque São Jorge.
- A Casa do Tatuapé. (clique aqui)

No caminho também é possível uma parada do Parque do Piqueri, mas não é permitido entrar de bike.