terça-feira, 8 de novembro de 2011

Rolê #35 – Chave de Boca – Parque da Juventude - Horto Florestal

Este foi mais um rolê organizado pelo grupo visando um domingo de pedalada diferente com os amigos e muita história para contar. A ideia surgiu na quarta à noite, e já foi colocada no ar na quinta feira pela manhã. Flyer tosco no ar, percurso definido, ponto de encontro já marcado. Resumindo nunca vi tamanha eficiência... kkkkkk
Fiquei mais que animada, porque, nunca tinha ido nem ao Parque da Juventude e muito menos ao Parque do Horto Florestal.
Como tivemos um feriado no meio da semana, não saberíamos com quantas pessoas iria ao certo neste passeio. Para darmos conta do itinerário, praticamente madrugamos. Com medo de atrasar, contei com a ajuda dos amigos para não perder o horário. Já que é pra se lascar, porque, não lascar os amigos também. O Marcos generosamente (pura mentira) me ligou assim que acordou. Sandre, em um ato sutil de delicadeza (mais mentira ainda) enviou um torpedo para que eu acordasse. Tudo isso para que o grupo não atrasasse. E claro, que eles ficariam imensamente tristes com a minha ausência (essa mentira nem Pinóquio conseguiria contar para o Gepeto).
Para este rolê estava previsto um pic nic, mas antes teria uma paradinha no Parque da Juventude próximo a estação Santana do metrô, neste lugar ficava o tão famoso Carandiru. Apesar de toda história ruim que ali por anos se escreveu, hoje é um parque bem movimentado, e arborizado.
O dia estava propício para pedalar, nem muito Sol, nem muito frio. Infelizmente eu acordei um pouco estragada, com um pouco de falta ar (doenças que ao longo da idade surgem para nosso desespero). Pensei até em desistir de ir, mas arrisquei. Claro, se piorasse voltaria para casa.
Foi bem difícil ver o pessoal animado, e eu tentando conter a energia que estava escassa, usando uma alternativa paliativa para ver se melhorava. Para este rolê contamos com a presença da Jana, Gigi, Paulinho, Marcos, Sandre, Paty, Guilherme (conhecido como Gui sobrinho da Érika), Érika, Riberto, Celso (amigo da Jana), Eu, Gabis, Dafran e Gerson.
Primeira parada foi o Parque da Juventude. Todo o trajeto foi muito tranqüilo, as ruas quase sem carros, os pedalantes animados. Fizemos uma paradinha para esticar as pernas, comer algo, e seguir rumo ao Horto Florestal. Porque lá sim, iríamos descansar e deixar o pancepis globoso de tanto comer.
As crianças nestes lugares são as que mais se divertem. Nem chegamos direito ao parque da Juventude para que a Gigi, Paulinho e Gui, fizessem amizade com dois caras que estavam montando a mesa de ping-pong para jogar. Pacientemente eles não só cederam tudo para os pequenos, e ainda os ensinaram a jogar.